Imprimir

Do Egito ao Sinai pelo deserto, lugar de dependência e conquista

Escrito por Marcelo M. Guimarães.

Avaliação do Usuário:
Nº Votos: 0
Pior
Melhor

pessach

Passamos pela festa de Pessach (páscoa) que nos chamou atenção, simbolicamente, da nossa saída do 'egito' (que representa o sistema do mundo que jaz em trevas, afastado de D´us) para o deserto da liberdade. A celebração da páscoa reforçou nossa lembrança que não somos mais escravos do pecado. Agora somos livres em Yeshua, mas não podemos nos esquecer que estamos ainda num processo de libertação, renovando nossos conceitos, pensamentos, nos livrando das prisões da mente, da alma. Sempre há 'prisões' interiores das quais precisamos ser livres. Sempre há algo ruim ou não perfeito em nós que precisa dar lugar à consolidação do caráter de Yeshua em nós. Se saímos do 'egito', então o 'egito' precisa sair de dentro de nós, precisamos ainda de cura e libertação. Na páscoa D´us nos lembra que Ele nos quer totalmente livres, mas isto não significa que viveremos sem regras e limites. A liberdade sem lei leva à libertinagem. Por isso, analogamente, HaShem agora nos leva ao "deserto", lugar que aprendemos a ser dependentes Dele, lugar de grandes conquistas. Onde há leis, há conquisas. Pois, não há como ser completamente livre da escravidão sem que não haja lei, um sistema de leis. Em outras palavras, podemos dizer que uma verdadeira liberdade nos exige conhecer e respeitar nossos limites, as leis que protegem a liberdade e nos dá autoridade para exercer um dos maiores presentes de D´us, o livre-arbítrio.

Em Yeshua, o Cordeiro Pascoal, resgatamos nossa identidade, pois não havia identidade num sistema de escravidão, quando cedíamos nossa liberdade ao senhor das trevas e éramos aprisionados nas paixões de nossa carne. Agora, estamos livres e precisamos ser libertos para consolidar esta nova natureza espiritual, nosso novo nascimento em Yeshua, D´us nos tirou do 'egito' para nos transportar até ao Monte Sinai, onde o povo hebreu recebeu no 50º. dia após a saída do Egito, a outorga da Torá (matan hatorá), as instruções de D´us, os limites que protegem e asseguram a verdadeira liberdade e independência do sistema das trevas, embora ainda vivemos no "deserto" a caminho de Canaã celestial.

Permitam valer-me novamente de um gráfico mostrado no ano de 2012 que elucida o momento em que estamos vivendo nessa caminhada do "Egito" ao Sinai.

 Este gráfico mostra simbolicamente a caminhada que um salvo em Yeshua percorre, deixando o caminho do mundo, passando a ser livre (pelo novo nascimento) e que agora necessita "subir a Rampa" para alcançar um nível superior de qualificação em Shavuot ( pentecostes), tanto na Revelação da Torá quanto na busca do recebimento dos dons e ministério do Espírito Santo.

D´us pede que o povo hebreu contasse 49 dias e se preparasse nesse tempo para a celebração da festa de Shavuot, o recebimento da santa Instrução. Se na páscoa fomos libertos DE algo que nos prendia, agora em Shavuot somos libertos PARA servir a D´us. Agora temos a nova natureza, o novo nascimento espiritual. No Sefirat haOmer, na contagem dos molhos, durante 49 dias, consolidamos a nova natureza de D´us em nós que Paulo falou em I Co 6:19, pois o Espírito do Eterno quer habitar dentro de nós. Na contagem desse tempo abrimos o nosso coração para a união da Graça com a Lei, ou seja, a graça não pode existir sem a lei e lei não pode existir sem a graça, pois ambas estão interligadas e se completam.

Fomos salvos pela Graça em Yeshua, mas agora precisamos continuar nossa vida caminhando no "deserto" deste mundo, sendo protegidos, obedecendo os mandamentos, estatutos e ordenanças do Senhor. A Torá estabelece os limites da nossa liberdade e nos mostra a iniqüidade do mundo, nos apontando o pecado. Ela quer nos proteger e nos dar a melhor qualidade de vida.

Este tempo de contagem do Omer nos leva a conquista de um espaço maior. Há 2000 anos quando os apóstolos estavam (segundo relatado em Atos 2) celebrando a festa de Shavuot, temerosos e inseguros de como seria a vida deles após a ressurreição de Yeshua, eles foram batizados pelo Espírito Santo de D´us que desceu sob a forma de línguas de fogo e encheu a todos com a manifestação do poder do Espírito Santo. Foram cheios do Espírito de D´us, receberam unção, sabedoria, intrepidez e coragem para proclamarem as Boas Novas do Reino de Yeshua até que Ele retorne em glória e estabeleça Seu Reino Messiânico nesta terra. Portanto, queremos que todos vocês se encham também Deste Espírito, se preparando para a grande celebração de Shavuot, nossa redenção espiritual, quando somos libertos para servir a D´us já na semelhança de Seu filho Yeshua. Se agora o Espírito Santo habita em nós, então, podemos nos apropriar do caráter Dele, sendo misericordiosos, compassivos, longânimos, benignos, fiéis, perdoares (atributos de D´us cf. Ex34:6), dando ao salvo em Yeshua o domínio próprio, a paz e a alegria (Gl5:22).Isto é realmente Emanuel, D´us conosco.

Eu comparo a contagem dos 49 dias como uma "subida da rampa" (vide o gráfico acima) que nos levará da páscoa para um nível mais alto, o nível no qual nos preparamos para receber o entendimento da Torá como aconteceu com os apóstolos, a manifestação do Espírito Santo, nos trazendo dons e ministérios pelos quais serviremos ao Senhor.

Portanto, nesse tempo de preparação para recebermos o tempo da Festa de Shavuot, abramos nossos corações para receber do próprio Ruach HaKodesh uma direção rumo ao SER-LIBERTO PARA Servir ao Eterno, ampliando e testemunhando a Redenção e o Reino de Yeshua que se aproximam. Maran Atá!

No shalom Dele,

Fonte: http://ensinandodesiao.org.br/artigos-e-estudos/do-egito-ao-sinai-pelo-deserto-lugar-de-dependencia-e-conquista/


Ítems Relacionados:
Ítems mais atuais:
Ítems mais antigos:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

  • 1
  • 2
  • 3

Onde está a Arca da Aliança?

Onde está a Arca da Aliança?

Um dos maiores desejos de arqueólogos de várias partes do planeta e de várias épocas da história é descobrir o paradei...

19 Ago 2016

A Festa de Pentecostes - Parte I

A Festa de Pentecostes - Parte I

A quarta Festa do ano é a Festa de Shavuôt, também conhecida como Festa das Semanas ou, simplesmente, Pentecostes. Em ...

03 Jun 2016

Verdadeiro significado da Páscoa

Verdadeiro significado da Páscoa

Representação de um Sêder (jantar) de Pêssach dos dias de Yeshua A Escritura Sagrada, a Bíblia é a única fonte se...

13 Abr 2016

Quem me ama, guarda os meus mandamentos

Quem me ama, guarda os meus mandamentos

A palavra em hebraico para Mandamento é  מִצְוָה (Mitzvá). Ela vem da raíz צִוָּה  "tsivá", que signifi...

05 Abr 2016

O Terceiro Templo

O Terceiro Templo

A questão sobre a construção de um terceiro Templo em Jerusalém está sempre presente em círculos teológicos cristãos e...

30 Mar 2016

Não ouse acrescentar nada!

Não ouse acrescentar nada!

A lei do Senhor é perfeita; (Salmos 19.7) - A referência não é somente à lei de Moisés mas à doutrina de Deus, a todo ...

10 Nov 2014

O que é Graça?

O que é Graça?

Paulo emprega a palavra "graça" para significar o oposto de "obras e méritos". "Pela graça sois salvos. ... não por ob...

27 Out 2014

Sodoma foi destruída por causa da injust…

Sodoma foi destruída por causa da injustiça social?

Ariovaldo Ramos disse em seu Facebook: Ezequiel 16:49, 50: "Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: soberb...

24 Out 2014

Paulo e as “Obras da Lei”

Paulo e as “Obras da Lei”

Fragmento do pergaminho 4QMMT, também chamado de "Importantes Obras da Lei" – Qumran – Israel, séc. II a.C. Paulo e as ...

06 Ago 2014

O Povo Escolhido de Deus

O Povo Escolhido de Deus

"Em herança possuireis a sua terra, e eu vo-la darei para a possuirdes, terra que mana leite e mel: Eu sou o Senhor vo...

14 Fev 2014

Otimismo não é fé!

Otimismo não é fé!

  Vivemos numa época em que a igreja confunde pensamento positivo com fé. Mas é sutil, ao olharmos para os problem...

05 Fev 2014

Maridos Solitários, Esposas Solitárias

Maridos Solitários, Esposas Solitárias

O isolamento de outras pessoas nem sempre é ruim. O próprio Jesus tinha o hábito de isolar-se regularmente das multidõ...

29 Jan 2014

Por que Israel?

Por que Israel?

Vamos observar alguns dos fins para os quais Deus escolheu os Judeus. Há várias passagens nos Profetas onde Deus diz c...

28 Mai 2013

Bem Aventurado o Lar...

Bem Aventurado o Lar...

  Bem-aventurado o lar onde perdura o amor e a amizade – porque ali haverá a paz. Bem-aventurado o lar on...

23 Mai 2013

Do Egito ao Sinai pelo deserto, lugar de…

Do Egito ao Sinai pelo deserto, lugar de dependência e conquista

Passamos pela festa de Pessach (páscoa) que nos chamou atenção, simbolicamente, da nossa saída do 'egito' (que represe...

12 Abr 2013

A Festa Bíblica da Páscoa

A Festa Bíblica da Páscoa

Êxodo 12:1-28 A Páscoa (do Hebraico, Pessach, significa passagem), uma festa bíblica ordenada por Deus como estatuto pe...

19 Mar 2013

Como será a igreja neste milênio?

Como será a igreja neste milênio?

Estamos na undécima hora? O Messias está voltando? Passará deste milênio? Há muita coisa correndo na mídia a respeito d...

30 Jan 2013

Senhor, dá-me amigos…

Senhor, dá-me amigos…

Eu e você certamente já escutamos todo tipo de oração: por casa, emprego, casamento, causas na justiça, recebimento de d...

28 Jan 2013

меня зовут эрл

Atividades Semanais

  • 3ª Feira
  • 20h - Culto de Oração dos Homens e Manancial de Mulheres
    Instituto Bíblico Manancial
  • 5ª Feira
  • 15h - Reunião de Oração Manancial de Mulheres
    20h - Instituto Bíblico Manancial
  • Sábado
  • 19h - Reunião de Jovens Pacto Jovem
  • Domingo
  • 19h - Culto de Adoração

Quem esta online

Nº de visitantes online: 41

Endereço

QSB 11 AE 11
CEP: 72015 610
Taguatinga Sul
Brasília

Mapa Localização

Fone: 3351 4582

Fale Conosco